Crítica | Mudanças sem fundamentos transformaram atual temporada de Malhação em circo de horrores


Nem o talento de Barbara França salva a atual temporada de Malhação. Quando estreou, uma história interessante, personagens cativantes, conflitos reais e que chamavam atenção por um bom elenco, agora, em sua reta final, um circo de horrores. Durante esses meses, o autor desfez casais sem nenhuma explicação, apostou em histórias nada atrativas. Parei de assistir em outubro e voltei há uns dois meses atrás.


Os embates de Joana (Aline Dias) e Bárbara eram o ponto alto da temporada, mas que acabou cansando ao serem exibidos em praticamente todos os capítulos. Bárbara se transformou em uma histérica, gritando em praticamente todas as cenas. Caio (Thiago Fragoso), se mostrou ser um vilão de uma hora para outra, sem nenhuma sutileza. A gente sabia que tinha algo de errado, mas a forma como esse caráter dúbio do personagem foi desenvolvido, deixou muito a desejar.


Além de uma história central mais ou menos, temos a gravidez de Martinha (Malu Pizzatto) e o triângulo amoroso formado por ela, Lucas (Bruno Guedes) e Luíza (Bárbara Maia). Lucas era um personagem promissor, mas o autor estragou o personagem ao afasta-lo de Juliana (Giulia Gayoso), outra que ficou esquecida no meio da trama. Temos ainda que aguentar situações onde Krica (Cynthia Senek) e Cleyton (Nego do Borel) ficam um capítulo inteiro debatendo sobre planos de mudanças fantasiosos, onde no final não leva a lugar nenhum.

Entrando na reta final, o que resta é esperar que os capítulos melhorem e levem à algum lugar. Precisamos de movimento, situações que façam a trama sair da mesmice que está há meses. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.