Review | The Originals 4x01: Gather Up The Killers


Após um longo hiatos, The Originals voltou, e se formos julgar o que vem pela frente, apenas por esse episódio, podemos dizer que a quarta temporada tem tudo para ser a melhor da série, superando até mesmo, a magnífica primeira.

Cinco anos se passaram desde a queda dos Mikaelson, e a primeira cena onde Vicent (Yusuf Gatewood) faz um resumo de tudo o que aconteceu nesse tempo, foi uma ótima introdução para nós, fazendo tudo soar e ser emocionante.


Mas parece que algumas coisas não mudaram, por exemplo, a chatice de Marcel (Charles Michael Davis). O personagem já não me desce mais, e vê-lo como vilão novamente é uma coisa que não me desce. Mas nada disso prejudica o episódio que foi espetacular.

Todas as cenas de Hayley (Phoebe Tonkin) foram de vibrar na frente da tela. Hope é um amor, né?! E após acordar Freya (Riley Voelkel), ela enfrenta os vampiros em uma cena memorável. E se a gente pensou que a coisa não poderia melhorar, eis que o reencontro com Elijah (Daniel Gilles) acontece naquele momento, em meio a tanta morte e com direito até a piada sobre o velho romance. Alguém tem dúvidas que no próximo episódio os irmãos irão se reunir para recuperar Klaus (Joseph Morgan)? E se esse episódio já foi nesse nível, podemos imaginar o que vem por aí...


Falando no Rei, até mesmo preso, ele acaba sendo o dono do episódio. A cena em que encara os inimigos, mesmo acorrentado, em uma cena maravilhosa, foi de arrepiar. E para fechar com chave de ouro, no final quando joga algumas verdades na cara de Marcel, me fez dar um grito. Nós, que acompanhamos a série, sabemos que Marcel não é muito diferente de Klaus, é apenas uma versão mais fraca, chata e sem sal.

Ah, e antes de terminar queria dizer que Cami (Leah Pipes) mandou avisar do além que sentiu falta de Rebekah (Claire Holt).


avaliação do episódio: ★★★★☆

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.