Review | The Originals 4x03/04: Haunter of Ruins/Keepers of the House


Primeiramente, desculpem o atraso! 
Segundamente, QUE EPISÓDIOS!

Após assistir esses dois episódios de The Originals, já considero a quarta, a melhor temporada da série. Enquanto um episódio foi focado no primeiro encontro de Hope e Klaus, além de nos dar mais detalhes sobre o grande vilão da temporada, o episódio seguinte foi a fundo e a trama andou consideravelmente. Talvez, por ser menos episódios, a quarta temporada parece estar menos enrolada que as anteriores.

Enquanto víamos Hope doente e Hayley, Klaus, Marcel e Elijah trabalhando juntos para descobrir mais sobre o Hollow, íamos descobrindo cada vez mais sobre o demônio que coloca a vida de todos em perigo. E quando pensamos que estava tudo perfeito, vem que o final do quarto episódio nos deixa de boca aberta com a possibilidade de Klaus e Marcel estarem possuídos pela tal força maligna.

O que me deixa mais feliz, é que a temporada foge dos padrões de outras temporadas, em que o vilão era um vampiro que tinha alguma conta pendente com os Originais. Essa temporada vem agradando por inovar, sair do óbvio. O destaque que Vincent vem tendo faz do personagem um dos melhores da série. Quem sente falta de Davina? A temporada está tão maravilhosa que personagens que morreram na temporada passada acabam nem fazendo falta. E Josh? Não foi dessa vez que os roteiristas deram um plot digno para o personagem.

Freya em Haunter of Ruins passou por cima dos irmãos para achar um jeito de destruir Marcel, mas achei bem desnecessária aquela luta com Hailey. Já em Keepers of the House, a bruxa continua com os mesmos objetivos, mas indo mais pela razão que pela emoção, e sua aproximação com Keelin pode vir à ser algo a mais que uma união por um bem maior, como foi bem explícita a cena em que as duas trocam olhares após a bruxa libertar, de algum modo, a loba.

Enfim, foram dois ótimos episódios em que The Originals cada vez mais se consagra como uma das melhores séries da CW.

P.S: Não quero nem comentar sobre a cena em que nos despedimos de Rebekah e Kol. Acho que os dois personagens somariam muito para a trama. Mas, é aquele ditado né?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.