Crítica | Mais do mesmo, Katiuscia Canoro é o grande destaque da primeira temporada de A Vila


A Vila estreou sob forte expectativa por conta da participação de Paulo Gustavo, um dos humoristas mais bem sucedidos do país. Após o Vai que Cola, seu novo projeto era esperado com ansiedade pelos fãs. 

A primeira temporada estreou com um episódio broxante, sem graça e que nem mesmo o humorista salvou. A série foi melhorando com o passar da primeira temporada, mas não podemos ser injustos: a série não chega nem perto do projeto anterior.

A série tem até uma boa premissa, mas peca em personagens sem nenhuma função. O que funciona? A dupla formada por Paulo Gustavo e Katiuscia Canoro, que até aqui é o maior acerto do programa. Violeta é o melhor da série e te faz rir sem nem abrir a boca. O que seria da série sem Violeta? 
Katiuscia enfim saiu do Zorra e pôde se livrar da Lady Katy, personagem que deu visibilidade para a humorista mas que perdeu a graça ao longo do tempo. Destaque também para Seu Lupércio, interpretado por Ataíde Acoverde

A Vila é um bom programa para passar o tempo, mas peca em vários momentos e não faz graça na maioria. Quem estava esperando um programa de humor inovador, com certeza se frustrou com mais do mesmo. Que na próxima temporada eles revejam os erros e deem mais verdade aos demais personagens.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.